Argentinos admitem superioridade do Brasil na decisão

Tevez diz ter ficado surpreso com o placar, enquanto Cambiasso acha que resultado foi exagerado

15 de julho de 2007 | 23h53

Como não poderia ser diferente, os jogadores da Argentina afirmaram que a seleção brasileira foi superior na decisão da Copa América da Venezuela, vencida pelo time de Dunga por 3 a 0. "O Brasil jogou muito bem. Em nenhum momento passou pela nossa cabeça que este resultado ia acontecer na final", disse Carlitos Tevez, que ganhou a posição de titular após o companheiro Hernán Crespo sofrer uma lesão muscular na coxa direita ainda na primeira fase."O Brasil sempre é assim. Fomos para o ataque para tentar empatar e eles se posicionaram bem na defesa. As coisas não foram bem para nós e infelizmente terminamos sem o título em nossas mãos", comentou o ex-corintiano, que está deixando o West Ham para defender o poderoso Manchester United. "Temos que pensar que a Argentina sempre esteve bem, mas hoje [domingo] foi um dia que tínhamos que acordar e não dormir. Agora precisamos pensar nas Eliminatórias [Sul-Americanas]", finalizou.Para o craque Lionel Messi, o seu país "jogou mal" e "não foi tão eficaz" como nos jogos anteriores, quando conseguiram cinco vitórias consecutivas e marcaram 16 gols. "Agora não podemos fazer nada. Teremos que esperar uma outra oportunidade [jogo]", comentou o atacante do Barcelona, referindo-se as recentes derrotas da Argentina para o Brasil - Copa das Confederações da Alemanha (2005), Copa América do Peru (2004) e o amistoso realizado em setembro (em Londres). Já o meia Esteban Cambiasso afirmou que a vantagem do Brasil no marcador "foi exagerada", mas admitiu que os rivais "foram melhores em campo". "Dói na alma perder uma final", desabafou. O meia Juan Ramon Riquelme apontou o momento critico da sua equipe. "Depois que sofremos o segundo gol [contra, do zagueiro Roberto Ayala], as coisas ficaram muito difíceis e eles souberam comandar bem a partida. Não soubemos fazer as coisas da melhor maneira e eles [brasileiros] ganharam merecidamente", comentou. O técnico Alfio Basile deixou o Estádio José Pachencho Romero sem conceder entrevista.

Tudo o que sabemos sobre:
Tevez, Lionel Messi, Cambiasso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.