Argentinos chegam perto da perfeição nas finalizações

Ao contrário de outras partidas da Copa do Mundo em que os times vencedores ultrapassaram as 20 finalizações, a Argentina não precisou de mais de 11 chutes ao gol de Sérvia e Montenegro para construir a goleada por 6 a 0. A perfeição da pontaria marcou o desempenho da equipe treinada por José Pekerman, que chutou apenas duas bolas para fora - das nove que foram na direção do gol, o goleiro Jevric só pôde defender três.O amplo domínio argentino na partida se verificou também na posse de bola, controlada pelos vencedores durante 58% do tempo. Além disso, o time não deu espaço para o adversário tentar alguma reação: nos 42% do tempo em que teve a posse de bola, a Sérvia arriscou apenas quatro finalizações - só uma na direção do gol, defendida por Abbondanzieri.Para isso, a Argentina nem sequer precisou usar do jogo violento - ao contrário, foi vítima dos sérvios, que fizeram mais faltas - 22 contra 14 - e foram mais punidos - três cartões amarelos e um vermelho, para Kezman, por falta dura em Mascherano, contra apenas um amarelo, recebido por Crespo, por chutar a gol uma bola depois de ser marcado o impedimento (inexistente, por sinal).O meia Riquelme foi o cérebro da equipe. Por ele passaram praticamente todas as jogadas de perigo da Argentina. Sua boa atuação foi recebida pela Fifa, que lhe entregou o prêmio de melhor jogador da partida.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Argentina, 11; Sérvia e Montenegro, 4 Finalizações certas: Argentina, 9; Sérvia e Montenegro, 1 Faltas cometidas: Argentina, 14; Sérvia e Montenegro, 22 Cartões amarelos: Argentina, 1; Sérvia e Montenegro, 3 Cartões vermelhos: Argentina, 0; Sérvia e Montenegro, 1 Escanteios: Argentina, 3; Sérvia e Montenegro, 4 Impedimentos: Argentina, 3; Sérvia e Montenegro, 0 Posse de bola: Argentina, 58%; Sérvia e Montenegro, 42% Melhor jogador da partida: Juan Roman Riquelme (Argentina)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.