Eduardo Di Baia/AP
Eduardo Di Baia/AP

Argentinos pediram 'ajudinha' em campo, dizem peruanos

Roberto Palacios diz que Mascherano pedia para que os peruanos reduzissem o ritmo e o fim da partida

EFE

12 de outubro de 2009 | 15h11

O lateral-esquerdo Juan Vargas afirmou que jogadores da seleção argentina pediram uma "ajudinha" aos do Peru para vencer o jogo do último sábado entre as duas equipes em Buenos Aires, pelas Eliminatórias à Copa de 2010.

Veja também:

especialMAPA - Os países que já garantiram vaga na Copa

Eliminatórias da Copa - tabela Classificação | lista Tabela 

especial ELIMINATÓRIAS - Mais no canal especial

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Os argentinos nos pediram que parássemos e não corrêssemos mais, estavam desesperados, como loucos, porque queriam ganhar para seguir com chances de classificação", apontou Vargas em declarações publicadas nesta segunda-feira pelo jornal El Bocón.

O jogador da Fiorentina não quis revelar os autores dos pedidos, ao contrário do volante Roberto Palacios: "Mascherano (volante do Liverpool) me dizia que sua situação era complicada e que baixássemos o ritmo, pedia o fim da partida. Não sabia como nos controlar. Apenas lhe respondi que adoraria deixá-los vencer, mas que não podíamos fazer nada porque nossa campanha foi ruim", afirmou Palacios.

Vargas também criticou o boliviano René Ortube, árbitro da partida no Monumental de Nuñez. "Houve um pênalti claro e ele não marcou, mas é pelo peso de algumas equipes. Irritei-me com o resultado porque não merecíamos perder", disse Vargas.

Com a vitória da Bolívia sobre o Brasil em La Paz, o Peru não tem mais chances de sair da lanterna da classificação. Já a Argentina brigará com Uruguai e Equador pela última vaga direta e a presença na repescagem diante do quarto colocado da Concacaf - hoje Honduras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.