Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Argentinos prometem dividir responsabilidade com Messi na Copa

Jogador quatro vezes melhor do mundo terá apoio de companheiros de seleção

Agência Estado

28 de maio de 2014 | 19h33

SÃO PAULO - A grande esperança da Argentina na Copa do Mundo é Lionel Messi, que já foi eleito pela Fifa como o melhor jogador do mundo por quatro anos seguidos (entre 2009 e 2012). Mas seus companheiros de seleção tratam de avisar que a responsabilidade precisa ser dividida com o superastro do Barcelona.

"Não temos que colocar a responsabilidade somente em Leo (Messi)", disse o experiente meia Maxi Rodriguez. "Está claro que ele é nossa bandeira, por tudo que representa, mas todos temos obrigação de ganhar as partidas", completou o jogador de 33 anos, que vai para seu terceiro Mundial.

Se o ataque argentino deve encantar na Copa, a defesa pode tirar o sono do técnico Alejandro Sabella. Companheiro de Messi no Barcelona, o volante Javier Mascherano destacou a importância de manter um time mais equilibrado. "Temos os melhores jogadores do mundo do meio para frente. Ao sermos tão diretos muitas vezes, podemos sofrer um pouco mais na defesa. Vejo que é importante encontrarmos o equilíbrio na retaguarda", avisou.

Mascherano, que tem jogado como zagueiro no Barcelona, deve atuar na sua posição original na seleção, ao lado do também volante Fernando Gago, que se recuperou de lesão e agora tenta melhorar o condicionamento físico. Sabella tem até 15 de junho, data da estreia contra a Bósnia, no Maracanã, para encontrar a formação ideal. Os argentinos ainda encaram o Irã, no dia 21, no Mineirão e a Nigéria, no dia 25, no Beira-Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.