Aristizábal continua nos planos do Santos

O Santos já contratou Paulo César, Mauro, Preto, Robgol, Claiton e Basílio para a próxima temporada e quer mais. Nos próximos dias deve anunciar mais dois reforços - um deles pode ser o atacante Aristizábal -, além de correr atrás da renovação dos contratos de Léo e Renato. "Nosso objetivo para 2004 é conquistar todos os títulos que iremos disputar, começando pelo Paulista, que o Santos não vence há 19 anos", explicou o diretor de futebol, Francisco Lopes. Ele acha que, para isso, é preciso ter um grande elenco de profissionais, para que as substituições que ocorrem durante os torneios não tenham reflexos negativos. "Trouxemos esses jogadores, mas o Santos não encerra aqui seu ciclo de contratações e deveremos ter nos próximos dias mais um ou dois reforços", disse o dirigente. Lopes citou o caso do Cruzeiro, cujo time não sentia quando um jogador precisava ser substituído por contusão ou suspensão. "O time mineiro conquistou os três títulos com um grande elenco de profissionais e, embora o Santos tenha grandes jogadores, quando um deles saia o técnico Leão ficava em dificuldade para fazer a substituição". Com esse novo elenco, os santistas esperam não ter mais de fazer tantas improvisações como neste ano, em que o time passou a maior parte do campeonato sem um centroavante de ofício. Para 2004, há uma dificuldade maior, pois o time irá disputar as três primeiras rodadas do Paulista sem os cinco titulares, que estão servindo a seleção sub-23: Diego, Robinho, Elano, Paulo Almeida e Alex. "São nove pontos em disputa e não podemos desperdiçá-los", comentou Francisco Lopes, reforçando a idéia de contar com um grupo de jogadores que dêem uma regularidade à equipe, independente de quem estiver em campo. Mesmo com a chegada dos cinco jogadores, o Santos está aberto a contratações e um outro goleiro e outro atacante poderão chegar. O time perdeu Fábio Costa para o Corinthians mas ainda tem uma leve esperança de que o contrato ainda não esteja assinado e o caso possa ter uma reviravolta e ele possa continuar na Vila Belmiro. Mesmo assim, renovou com Júlio Sérgio e contratou Mauro junto ao Marília e pensa ainda em Doni. O problema é que a Hicks Muse, a quem o jogador está vinculado, quer receber dinheiro pela liberação, enquanto os santistas não estão dispostos a pagar. Danrlei é outro nome que está sendo comentado na Vila Belmiro, mas o diretor de futebol, Francisco Lopes, revelou que não há interesse no jogador. Mas fez uma ressalva: o atleta é muito amigo do auxiliar técnico e preparador de goleiros Pedrinho Santilli e os dois podem ter conversado nos últimos dias. Com o retorno das férias no dia 5, esse assunto poderá ser tratado pela diretoria. Não está descartada também a chegada de um outro atacante e o nome mais cotado é o de Aristizábal, que já atuou no Santos na outra passagem do técnico Leão. "O Santos está bem servido com o Robgol e o Basílio, dois namoros antigos e que já demonstraram ao longo de suas carreiras o potencial de goleadores", comentou Francisco Lopes, que admite a negociação com Aristizábal. A situação de vários jogadores do atual elenco será discutida a partir de segunda-feira que vem, quando terminam as férias. O Santos deu prioridade à renovação dos jogadores que se firmaram como titulares e deixou para depois a definição da permanência ou não de jogadores como Rubens Cardoso, que interessa ao Grêmio, Reginaldo Araújo, que está voltando para o Coritiba, Nené e os volantes Alexandre e Daniel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.