Armas e drogas são encontradas na quadra da Gaviões da Fiel

A apreensão ocorreu após uma investigação sobre um dos integrantes da torcida por tráfico

Camilla Haddad, Jornal da Tarde

26 de novembro de 2007 | 22h52

Uma equipe da Divisão de Inteligência e Apoio Policial (Diap) da Polícia Civil apreendeu nesta segunda-feira à tarde 21 papelotes de cocaína e dois revólveres calibre 38 na quadra da Escola de Samba Gaviões da Fiel, na Rua Cristina Tomaz, no bairro do Bom Retiro, região central da Cidade. A droga e as armas estavam no forro do banheiro masculino. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ninguém foi detido. O presidente da Gaviões, Herbert Cesar Ferreira, e outras pessoas ligadas à agremiação foram ouvidas na sede do Departamento de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc), que coordena o Diap. Segundo investigadores, em depoimento, ele negaram conhecer a origem da droga e afirmaram estar surpresas com a descoberta de entorpecente no local. A assessoria de imprensa da Gaviões foi contatada pela reportagem, mas não quis se manifestar. A apreensão ocorreu após uma investigação sobre um dos integrantes da torcida corintiana por tráfico, que começou há mais de quatro meses. Ele está foragido. Ontem, por volta das 8h, ao cumprir mandado de busca e apreensão numa favela próxima à quadra, a polícia encontrou pastilhas de LSD dentro de uma carteira preta guardada em um dos cômodos da residência.  O delegado que investiga o caso, Carlos Batista, titular da 1.ª Delegacia do Diap afirmou, por meio da SSP, que o foragido estava sendo investigado por escutas telefônicas autorizadas pela Justiça e teria mencionado a prática do crime nas ligações. Batista já pediu a prisão temporária do suspeito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.