Paul Ellis/AFP
Paul Ellis/AFP

Arnold explica cobrança rápida no 4º gol do Liverpool: 'Foi instinto'

Lateral surpreendeu em jogada que resultou no quarto gol diante do Barcelona

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2019 | 19h47

O lateral-direito Trent Alexander-Arnold afirmou que foi o "instinto" que o fez cobrar de forma rápida o escanteio para a finalização de Origi no quarto gol do Liverpool sobre o Barcelona, aquele que garantiu a vaga do na final da Liga dos Campeões, nesta terça-feira, no triunfo por 4 a 0, no Anfield Road.

"Vi a oportunidade de tocar rápido a bola para o Origi, mas a bola saiu muito forte. Ele é um finalizador e soube bater bem na bola", disse o perspicaz camisa 27 do Liverpool, assegurando que o lance não foi ensaiado em treinos.

A jogada pegou de surpresa também o técnico Ernesto Valverde, do Barcelona, assim como os seus atletas. "Não sei o que aconteceu. Quando vi, a bola já estava entrando. Sabíamos da força da equipe deles nas bolas paradas e por isso sempre chamávamos a atenção para ficarmos atentos. Mas essa jogada surpreendeu a todos."

Autor de dois gols, Origi preferiu dividir com os demais companheiros o mérito pela vitória espetacular. "Difícil descrever em palavras o que estamos sentindo. Esse barulho, essa festa, é preciso ficar olhando", disse o belga, emocionado. "É uma noite especial. Somos um time de lutadores. Todo mundo esteve muito bem", afirmou o atacante, que substituiu o brasileiro Firmino, machucado, na formação titular do Liverpool.

O holandês Wijnaldum, que marcou dois gols nesta terça-feira, não conteve a emoção. "Não sei explicar o que estou sentindo. Inacreditável. Foi um jogo épico. Nada é impossível no futebol. Isso foi provado mais uma vez nesta noite", disse o meia, que entrou no intervalo, ao substituir o lateral Robertson, machucado. "Eu tinha de fazer algo diferente quando saí do banco. Não poderia apenas entrar em campo", acrescentou.

Após o apito final, o capitão Henderson não conseguia parar de olhar para as arquibancadas, onde os torcedores do Liverpool faziam enorme festa. "Brilhante, inacreditável... Olha como está Anfield? Fomos uma equipe fantástica contra um time fantástico. Foi uma noite especial e inesquecível para todos nós."

Na final da Liga dos Campeões, o Liverpool vai encarar o vencedor do duelo entre Tottenham e Ajax, que se enfrentam nesta quarta-feira em Amsterdã, após triunfo holandês por 1 a 0 na Inglaterra. A decisão será em 1º de junho, em Madri.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.