Arouca diz estar pronto para ajudar o Santos no Paraguai

Mesmo tendo atuado em apenas três partidas no ano, o volante Arouca, recém-recuperado de mais uma lesão, garante estar pronto para ajudar o Santos em um momento decisivo: no jogo desta quarta-feira, contra o Cerro Porteño, no Paraguai. A equipe santista precisa vencer para seguir sonhando com a classificação na Copa Libertadores.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2011 | 19h45

"Eu ainda não sei se vou sair jogando. Eu me senti bem e deu para o Muricy perceber isso nos treinamentos. Mas agora é um critério do treinador. Ele sabe o que é melhor para o Santos", comentou Arouca, que voltou a treinar na segunda-feira depois de se recuperar de uma lesão na coxa esquerda.

"Fico feliz por ter me recuperado da lesão, que foi muito chata. Não senti nenhum incômodo durante os treinamentos desta semana e estou à disposição do Muricy Ramalho. Se ele precisar, espero poder ajudar a equipe neste jogo importantíssimo", disse o volante.

Faltando duas rodadas para o fechamento do grupo 5 da Libertadores, o Cerro Porteño lidera com oito pontos e tem o Colo Colo logo atrás, com seis, mas os chilenos têm o Táchira como rival nesta terça-feira, em casa. O Santos soma apenas cinco pontos e por isso precisa de duas vitórias para avançar.

"Não queríamos estar nesta situação de ter que vencer para nos classificar na Libertadores. Mas vamos em busca sim, porque temos um elenco forte. É lógico que os jogadores que estão suspensos (Elano, Neymar e Zé Eduardo) vão fazer falta, mas o Santos não vive só de um ou dois jogadores. Somos um grupo", concluiu Arouca.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosAroucaCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.