Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Arouca pede desculpas para a torcida após expulsão no Palmeiras

Volante desfalca a equipe na próxima fase da Copa do Brasil

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

05 Março 2015 | 10h30

O Palmeiras precisou jogar boa parte do segundo tempo da partida contra o Vitória da Conquista com um jogador a menos porque o volante Arouca foi expulso após dar um carrinho no lateral Matheus. Apesar da dificuldade, o time alviverde goleou por 4 a 1 e avançou para a segunda fase da Copa do Brasil. Ao final da partida, constrangido, o palmeirense pediu desculpas pelo erro.

"Acho que foi uma infelicidade minha. Acabei chegando um pouco atrasado na jogada e não sei se era para cartão vermelho ou amarelo. Todo mundo sabe meu currículo e que não sou um jogador violento. Pedi desculpas para meus companheiros, ao treinador e peço também para a torcida e ao lateral. São mais de oito anos sem levar um cartão vermelho", recordou o volante.

Embora tenha lamentado o lance, o volante disse depois que, em sua opinião, a jogada não era para receber um cartão vermelho direto. "Achei que poderia chegar primeiro, a bola acabou parando um pouco e ficou mais para o adversário. Acho que pegou, mas não era para expulsão direta", comentou o jogador, que fez nesta quarta-feira, apenas a segunda partida com a camisa do Palmeiras.

Com a expulsão, Arouca não poderá jogar a primeira parte da segunda fase da Copa do Brasil. O Palmeiras enfrenta o vencedor do confronto entre Estrela do Norte-ES e Sampaio Corrêa-MA. Na primeira partida, a equipe capixaba venceu em casa por 3 a 2 e o jogo de volta está marcado para o dia 1 de abril. O Palmeiras volta a campo no sábado, para enfrentar o Bragantino, no Allianz Parque.

Mais conteúdo sobre:
Palmeiras Arouca Futebol Copa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.