Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Arouca vê Palmeiras maduro e em igualdade de força com o Santos

Decisão da Copa do Brasil começa nesta quarta, na Vila Belmiro

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

23 de novembro de 2015 | 13h16

Palmeiras e Santos se reencontram na decisão da Copa do Brasil nesta quarta-feira, às 22h, na Vila Belmiro, e a esperança do torcedor palmeirense é que o resultado seja diferente do que aconteceu na final do Campeonato Paulista. O volante Arouca acredita que o time alviverde terá uma postura bem diferente, após meses de amadurecimento.

"A equipe está mais entrosada. Era início de Paulista e de trabalho e agora sentimos que a equipe está mais madura. Agora é reta final de ano, estamos mais entrosados e essa é a última oportunidade de conquistar uma vaga na Libertadores", disse o volante, que se machucou no primeiro jogo da decisão do Estadual.

Embora o Palmeiras não venha de boas atuações, o Santos também tropeçou nas últimas duas rodadas do Brasileiro - empate em casa com o Flamengo e derrota para o Coritiba. Por isso, Arouca acredita que as duas equipes chegam em igualdade de condição. "São duas grandes equipes, de tradição e os dois maiores campeões nacionais. Vamos fazer de tudo e acredito que sim (chegam em igualdade de condição)", ressaltou.

Arouca conhece como poucos o Santos. Ele defendeu o time alvinegro de 2010 até o fim do ano passado e, embora tenha mudado um pouco o elenco, ainda pode ajudar o técnico Marcelo Oliveira com informações sobre o seu antigo clube.

"Algumas coisas eu posso acrescentar por ter jogado lá. São jogadores diferentes da minha época, mas a preocupação maior é que o Palmeiras renda mais nesses jogos decisivos. Acredito que possa falar algumas coisas sim, mas deixo em off, para falar reservado", brincou.

O elenco do Palmeiras realizou na manhã desta segunda um treinamento fechado, sem a presença da imprensa, que só teve acesso ao CT nos minutos finais da atividade. Deu tempo de ver alguns jogadores treinando cobranças de pênaltis, casos de Robinho, Dudu, Barrios, Zé Roberto, Rafael Marques e Alecsandro, único que não pode jogar na quarta-feira, por já ter defendido o Flamengo na Copa do Brasil. Quem também está fora por ter atuado em outras agremiações anteriormente são Leandro Almeida e Thiago Santos.

O Palmeiras treina mais uma vez na Academia de Futebol nesta terça-feira à tarde, sem a presença dos jornalistas. Ao contrário das outras fases da Copa do Brasil, o número de gols marcados fora não será utilizado como critério de desempate. Ou seja, após o término dos dois jogos, é somado o placar das duas partidas e, se houver empate, independente da quantidade de gols feitos na Vila Belmiro ou no Allianz Parque, a decisão será nos pênaltis.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasAroucaCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.