Arrasado, Ronaldo evita a imprensa

Todas as pessoas ligadas a Ronaldo, por meio da imprensa e de seu site oficial na internet, procuram dizer que o atacante brasileiro está tranqüilo, mesmo após a constatação de mais uma lesão, agora na coxa esquerda, às vésperas da Copa do Mundo. A informação não é, no entanto, confirmada por seus colegas da Internazionale de Milão. Vários jogadores contaram para a Agência Estado, nesta terça-feira, que ele "está mal", aborrecido e não quer saber de conversa, embora tenha grande apoio dos italianos. "O Ronaldo está muito triste, mas é normal pela situação difícil que está vivendo", declarou o meia Luigi Di Biagio, que acredita em sua recuperação. O mesmo pensamento tem o meia turco Okan Buruk, contratado pela Inter no ano passado. "Não é para menos seu aborrecimento, pois vem tendo muita falta de sorte", comentou o atleta, que diz sonhar pode ter uma seqüência de jogos ao lado do "Fenômeno". "Nas poucas vezes que joguei com ele, percebi que é um craque." Desde que deixou o jogo-treino contra uma equipe de Mallorca, na Espanha, na semana passada, sentindo dores na coxa, Ronaldo, arrasado, resolveu se afastar do mundo. Não deu nenhuma declaração à imprensa e, sempre que pode, evita os lugares onde há aglomeração de pessoas. Quando chegava da Espanha, já em Milão, encontrou uma saída "pelos fundos" do aeroporto para fugir dos repórteres italianos.Conseguiu. Nesta terça-feira, deu a maior mostra de que quer mesmo a reclusão. A Agência Estado, o diário Lance! e o SporTV, canal de televisão por assinatura, estiveram em Appiano Gentile, local do Centro de Treinamento da Inter, para acompanhar o treino da equipe e conversar com Ronaldo. Ele, que estava fazendo trabalho de recuperação numa sala do clube, bem próxima de onde fica o centro de imprensa, se recusou a sair para conversar com os órgãos de comunicação brasileiros. "Não adianta, ele não quer falar com ninguém, está mal-humorado", explicou Bruno Bartolozzi, Assessor de Imprensa do time de Milão. Na semana passada, o assessor do atacante, Rodrigo Paiva, garantia que Ronaldo daria entrevista à imprensa brasileira se estivesse com o grupo no Centro de Treinamento. Segundo Paiva, o principal motivo da mudança de idéia e da greve de silêncio é a nova contusão. Os jogadores da Inter fizeram, nesta terça-feira, um leve treino, que teve de ser finalizado antes do tempo previsto por causa da neblina. Enquanto isso, Ronaldo se tratava. Os dirigentes confirmaram que o "Fenômeno" viaja quinta-feira para Paris, onde será examinado pelo médico osteopata Philippe Boixel. A osteopatia, criada no fim do século 19 nos Estados Unidos, é um método de tratamento manual que virou moda entre os atletas na Europa. Ela busca o equilíbrio das estruturas, que, segundo alguns médicos, é o que pode estar faltando para o brasileiro. Até uma simples "falha" na mastigação dos alimentos e a irregularidade na arcada dentária podem provocar problemas musculares, segundo Boixel. Há duas semanas, o atacante Vieri, também da Inter, teve consulta com o osteopata francês e o recomendou a Ronaldo. Embora os médicos da Inter não queiram arriscar uma previsão de tempo para o retorno do jogador, ortopedistas italianos e a própria imprensa local afirmam que Ronaldo dificilmente voltará à equipe em menos de um mês. Isso significa que ele está fora do amistoso do Brasil com a Arábia Saudida e das próximas quatro rodadas do Campeonato Italiano.

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2002 | 21h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.