Leonardo Benassatto/Cruzeiro
Leonardo Benassatto/Cruzeiro

Arrascaeta atravessa o mundo para ser herói do Cruzeiro em título

Uruguaio entra no segundo tempo e decide para o time celeste após encarar viagem de 25 horas

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2018 | 00h30

De Arrascaeta não jogou o primeiro confronto da decisão por estar com a seleção do Uruguai para amistosos no Japão. O Cruzeiro sabia que para tê-lo na finalíssima era preciso muito comprometimento da parte dele e também colocar a mão no bolso. E assim, a diretoria celeste resolveu investir R$ 60 mil para trazer Arrascaeta do Japão, levá-lo para o campo e mostrar que o gasto, na verdade, foi um investimento, já que a arriscada logística fez com que a equipe fosse campeã da Copa do Brasil

O Cruzeiro pagou para o meia uruguaio viajar de classe executiva do Japão para Guarulhos. A ideia era dar-lhe o máximo de descanso para ele ter condições de estar em campo. Chegou por volta das 16h desta quarta-feira e se juntou aos novos companheiros

O jogador revelou após a vitória sobre o Corinthians que quase perdeu o avião. "Por muito pouco não perdi o voo, fui o último passageiro a entrar no avião, mas acabou dando tudo certo e estou muito feliz e realizado", afirmou. Ele também comentou a conquista do título. "É uma satisfação muito grande conquistar esse título pelo segundo ano consecutivo. É um presente para nossa torcida, que é muito grande. Valeu o esforço de todo mundo." 

"Foi um prêmio para ele. O Arrascaeta pediu para jogar hoje (quarta) e o Mano foi muito inteligente em saber a hora certa de utilizá-lo", disse Robinho, autor do primeiro gol. Um dos destaques da equipe, Thiago Neves disse que foi "salvo" pelo uruguaio.

Quando Mano viu que o jogo estava complicado, resolveu recorrer à sua estrela. Com a tranquilidade, que lhe é peculiar, o uruguaio só esperou Cássio cair para bater por cima e garantir o título. O cruzeirense deve pensar: "Nunca R$ 60 mil foi tão bem gasto". 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.