Frank Augstein/AP
Frank Augstein/AP

Arsenal passeia no 1º tempo e atropela o Manchester United

Gunners precisam de apenas 19 minutos para definir duelo

Estadão Conteúdo

04 de outubro de 2015 | 14h04

O Arsenal precisou de menos de 20 minutos para definir a vitória sobre o Manchester United neste domingo. Com um início arrasador, marcou três vezes logo de cara e selou o triunfo por 3 a 0 em casa, pela oitava rodada do Campeonato Inglês. Alexis Sánchez, duas vezes, e Özil foram os autores dos gols.

A vitória foi ainda mais importante porque tratava-se de um confronto direto. O resultado levou o Arsenal a 16 pontos, ultrapassando justamente o Manchester, que tem o mesmo número mas leva desvantagem no desempate. Melhor para o Manchester City, que reassumiu a liderança com 18 pontos após golear o Newcastle no sábado.

O time de Louis van Gaal ainda se encontrava em campo quando o Arsenal abriu o placar neste domingo. Logo aos cinco minutos, Özil tabelou com Ramsey pela direita, foi à linda de findo e cruzou rasteiro para Sánchez, que tocou de letra para a rede para fazer um belíssimo gol.

Mal deu tempo para assimilar o golpe, porque somente um minuto depois o time londrino chegou ao segundo gol. Em rápido contra-ataque, Walcott arrancou pela esquerda, cortou para o meio e rolou para Özil bater no canto direito de De Gea.

O segundo gol desestruturou de vez o Manchester, e o Arsenal não teve pena, continuou em cima e fez mais um aos 19 minutos. Walcott encontrou pela esquerda Sánchez, que dividiu com Darmian, ficou com a sobra e encheu o pé no ângulo esquerdo de De Gea, fazendo outro lindo gol.

A partida parecia definida ali. O Manchester não esboçava qualquer reação e só chegaria pela primeira vez aos 43 minutos, quando Martial recebeu na área, tirou o zagueiro com o corpo e só parou em Cech. No segundo tempo, aos 13, foi a vez de Rooney ter bom momento, mas novamente o goleiro do Arsenal apareceu bem.

Schweinsteiger ainda teria ótima chance, mas o jogo era mesmo do Arsenal. A vitória quase virou goleada nos acréscimos, quando Oxlade-Chamberlain recebeu no contra-ataque e deu lindo toque por cobertura, mas parou no travessão.

TOTTENHAM EMPATA

Ainda neste domingo, o Tottenham escreveu mais uma página em seu início irregular de campeonato ao ficar no 2 a 2 com o Swansea, fora de casa. Eriksen, duas vezes de falta, salvou o time londrino da derrota e o levou a 13 pontos, na oitava posição. O Swansea é o 11.º, com dez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.