Arsenal atropela o Shakhtar e mantém 100% na Liga

Nem a legião brasileira do Shakhtar Donetsk foi capaz de parar o Arsenal, sensação da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, o time londrino atropelou o rival por 5 a 1, no Emirates Stadium, e manteve os 100% de aproveitamento e a liderança do Grupo H, com nove pontos.

AE, Agência Estado

19 de outubro de 2010 | 18h43

Mais do que isso, o Arsenal chegou à marca de 14 gols em três rodadas e é disparado o melhor ataque da Liga até agora. E o jogo desta terça valia a primeira colocação da chave, já que o Shakhtar também havia vencido seus dois compromissos anteriores.

O time ucraniano começou com três brasileiros titulares - Alex Teixeira, Willian e Luiz Adriano - e usou outros três no segundo tempo - Douglas Costa, Jadson e Eduardo da Silva, que reencontrou seu ex-clube e foi aplaudido pela torcida londrina tanto quando entrou em campo como quando marcou o gol de honra do Shakthar.

O Arsenal não teve a menor dificuldade para tomar conta do duelo desde o começo. O massacre começou com o camaronês Song, num gol de letra, aos 19 minutos. Aos 42, o francês Nasri ampliou num lance de categoria, em que tirou a zaga e bateu de esquerda.

No segundo tempo, o time inglês marcou três gols num intervalo de nove minutos, entre os 15 e os 24, com Fabregas (de pênalti), Wilhsere e Chamakh. Eduardo da Silva diminuiu com um belo chute após rebote da zaga e foi aplaudido de pé pelo estádio todo. Só serviu para coroar a festa da torcida no Emirates.

No outro jogo da chave, o Braga bateu o Partizan Belgrado por 1 a 0, em Portugal, com gol do brasileiro Lima. Com isso, chegou aos três pontos e deixou o rival na lanterna, sem nenhum.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.