Geert Vanden Wijngaert/AP
Geert Vanden Wijngaert/AP

Arsenal consegue virada emocionante; Borussia goleia

Time inglês bate Anderlecht, na Bélgica, pela Liga dos Campeões ao conseguir virada nos descontos, com gols de Gibbs e Podolski

Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2014 | 18h47

O Arsenal conseguiu uma virada emocionante, nesta quarta-feira, no encerramento do primeiro turno da fase de grupos da Liga dos Campeões. Fora de casa, na Bélgica, perdia até os 44 minutos do segundo tempo, mas buscou a virada para ganhar de 2 a 1 do Anderlecht. O Borussia Dortmund, enquanto isso, não tomou conhecimento do Galatasaray e goleou por 4 a 0 em Istambul.

Com esses resultados, o Borussia, que briga contra o rebaixamento no Campeonato Alemão, mantém os 100% de aproveitamento no Grupo D, com nove pontos, na primeira colocação. O Arsenal segue na segunda colocação, agora com seis, enquanto que Anderlecht e Galatasaray só têm o ponto do empate entre eles.

Em Bruxelas, o Anderlecht saiu na frente aos 26 minutos do segundo tempo, com um gol do hondurenho Najar aproveitando falha na marcação do Arsenal. Os ingleses conseguiram o empate aos 44, com Gibbs, e ainda tiveram tempo de virar. Em jogada na área belga, Mbemba errou o corte e deu a assistência para Podolski fazer na cara do goleiro.

Já na Turquia o Galatasaray vinha empolgado depois de vencer o clássico contra o Fenerbahce, pelo Campeonato Turco, mas foi logo sofrendo gol de Aubameyang, aos 6 minutos. O atacante do Gabão fez o segundo aos 18 e por pouco não anotou três gols no primeiro tempo. Afinal, perdeu chance clara, acertando a trave, com o gol aberto.

Mesmo assim o Borussia conseguiu chegar ao terceiro gol ainda na primeira etapa, com Marco Reus. Um minuto depois de sair do banco de reservas, aos 38 do segundo tempo, Adrian Ramos anotou o quarto. O Galatasaray teve Alex Telles e Felipe Mello como titulares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.