Arsenal diz ter sofrido racismo

A diretoria do Arsenal encaminhou nesta quinta-feira um protesto à Uefa para que ela investigue a atitude dos torcedores do Valencia, que teriam tido atos racistas com os jogadores da equipe inglesa na partida de quarta-feira, pela Liga dos Campeões da Europa. A denúncia foi feita pelo volante francês Patrick Vieira, o capitão do time.Segundo Vieira, o atacante John Carew, do Valencia, chegou a se desculpar com ele durante o jogo pelas ofensas racistas dos torcedores espanhóis. O capitão do Arsenal cobra mais rigor nas punições da Uefa para que fatos como este não voltem a se repetir. ?Não se pode dizer que não estão fazendo nada contra isso, mas o que estão fazendo é multar os clubes em 3 ou 4 mil euros e a verdade é que isso não está mudando nada?, avaliou o francês. A Uefa já se manifestou oficialmente e promete investigar o caso. Mas, segundo o diretor de comunicação da entidade, Mike Lee, as críticas de Vieira são injustas. ?As sanções têm sido muito mais duras do que ele sugeriu?, afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.