Peter Byrne / Reuters
Peter Byrne / Reuters

Arsenal elimina Liverpool e está nas quartas de final da Copa da Liga Inglesa

Goleiro Leno foi o principal destaque da equipe londrina, tanto no tempo normal quanto nas cobranças de pênaltis

Redação, Estadão Conteúdo

01 de outubro de 2020 | 18h24

O Arsenal eliminou o Liverpool na Copa da Liga Inglesa, nesta quinta-feira, em Anfield Road, e garantiu vaga nas quartas de final. A vaga foi conquistada nos pênaltis, por 5 a 4, após empate sem gols no tempo normal.

O grande nome do jogo foi Leno, autor de pelo menos duas grandes defesas no jogo, além de defender as penalidades cobradas por Origi e Wilson. As duas equipes, que haviam se enfrentado na segunda-feira pelo Campeonato Inglês, com vitória do Liverpool por 3 a 1, entraram com a maioria de atletas reservas.

A grande surpresa foi a vitória em casa do Brentford, da segunda divisão, diante do rival Fulham por 3 a 0. Os visitantes começaram melhor e criaram várias chances, mas desperdiçaram.

O Brentford precisou de um contra-ataque bem armado, aos 37 minutos, que Marcus Forss finalizou com um belo chute. O gol desestabilizou o Fulham, que voltou mal para a segunda etapa.

O Brentford aproveitou e contou com a inspiração de Said Benrahma. O argelino mostrou oportunismo para surgir livre na área e marcar o segundo gol, aos 17 minutos. O terceiro foi um golaço, após driblar bonito o adversário e bater com estilo de fora da área, aos 32.

O terceiro classificado da quinta-feira para as quartas de final foi o Stoke City, após vitória por 1 a 0 sobre p Aston Villa. O gol foi de Sam Vokes, que desviou de cabeça com estilo o escanteio batido na direita, aos 26 minutos de jogo.

Arsenal, Stoke e Brentford se juntam a Tottenham, Newcastle, Manchester City, Everton, Manchester United na disputa das quartas de final. Os duelos vão ser conhecidos após sorteio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.