Arsenal não consegue prorrogar permanência de Henry

O atacante Thierry Henry retornará mesmo ao New York Red Bulls no tempo previsto. Nas últimas semanas, o Arsenal, equipe que o francês está defendendo por empréstimo, tentou prorrogar o vínculo por mais duas semanas, mas, nesta sexta-feira, o time norte-americano confirmou que o jogador estará de volta na próxima quinta.

AE-AP, Agência Estado

10 de fevereiro de 2012 | 10h40

"Eu adoraria que o Thierry (Henry) ficasse por mais duas semanas, mas ele tem que voltar", declarou o técnico do clube londrino, Arsène Wenger. "É apenas justo com o New York (Red Bulls)", completou.

Desta forma, Henry deverá participar apenas de mais duas partidas com a camisa do Arsenal: neste sábado, diante do Sunderland, pelo Campeonato Inglês, e na próxima quarta-feira, diante do Milan, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

O atacante acertou seu retorno ao time inglês no dia 6 de janeiro, depois de passar por um período de treinos. Ele foi liberado pelo New York Red Bulls por conta das férias na liga norte-americana de futebol (MLS), que terá sua nova temporada iniciada no dia 10 de março.

Um dos maiores ídolos da história do Arsenal, Henry marcou 226 gols em sua primeira passagem pelo clube, entre 1999 e 2007. Desde seu retorno, participou de cinco partidas, sempre saindo do banco, e marcou mais dois gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.