Arsenal sofre, mas se classifica na Copa da Liga Inglesa

O Arsenal precisou da prorrogação nesta terça-feira para avançar na Copa da Liga Inglesa. No clássico londrino diante do Tottenham, que promoveu a estreia do volante Sandro, ex-Internacional, o Arsenal foi até o White Hart Lane e sofreu no tempo regulamentar, com o empate por 1 a 1, mas depois desencantou e ainda goleou o arquirrival por 4 a 1.

AE, Agência Estado

21 de setembro de 2010 | 19h10

A vitória que garantiu o Arsenal nas oitavas de final da competição começou a ser construída ainda no primeiro tempo. Mesmo sem a sua força máxima, com vários reservas em campo - além disso, o espanhol Cesc Fábregas segue lesionado -, o time visitante inaugurou o marcador aos 16 minutos de jogo. Wilshere cruzou rasteiro da esquerda e jovem Lansbury, da apenas 19 anos, completou para as redes.

O Arsenal seguiu dominando no primeiro tempo, mas o Tottenham voltou melhor para a etapa complementar. Robbie Keane, que tinha acabado de entrar, deixou tudo igual ainda aos três minutos. O irlandês recebeu passe na entrada da área e bateu no canto. O arremate saiu fraco, mas o goleiro Fabianski aceitou. Apesar do empate, foi o Arsenal que pressionou até o fim do tempo regulamentar.

Na prorrogação, o Arsenal precisou de apenas alguns segundos para conseguir um pênalti. Puxado na área, o francês Nasri sofreu a penalidade e também foi para a cobrança, fazendo 2 a 1. O mesmo Nasri ampliou ainda aos seis minutos do tempo extra, novamente de pênalti. No fim do primeiro tempo da prorrogação, o russo Arshavin fechou o placar.

Também nesta terça, outras duas equipes importantes de Londres entraram em campo pela Copa da Liga Inglesa. Assim como o Arsenal, o West Ham avançou às oitavas ao bater o Sunderland por 2 a 1. Já o Fulham caiu diante Stoke City, derrotado por 2 a 0. Outro time tradicional eliminado foi o Everton, que perdeu nos pênaltis para o Brentford, da terceira divisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.