John Walton/AP
John Walton/AP

Arsenal sua contra o Bournemouth, mas volta a ganhar e mantém caça aos líderes

Aubameyang salva a equipe do que seria o quarto empate consecutivo com gol no segundo tempo

Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2018 | 13h46

O Arsenal encontrou muita dificuldade neste domingo, mas derrotou o Bournemouth fora de casa, pela 13.ª rodada do Campeonato Inglês, e encerrou a sequência de empates na temporada. O time londrino saiu na frente, viu o adversário chegar à igualdade, mas garantiu o triunfo por 2 a 1 nos segundo tempo.

O resultado levou o Arsenal a 27 pontos, na quinta colocação, a um do Chelsea, que hoje estaria na Liga dos Campeões, e a sete do líder Manchester City. Na quinta, a equipe volta as atenções para a Liga Europa, pela qual encara o Vorskla na Ucrânia. Já o Bournemouth sofreu a terceira derrota seguida, é o oitavo no Inglês, com 20 pontos, e volta a campo pela competição no sábado, quando visita o City.

O Arsenal entrou em campo neste domingo incomodado pelos três empates consecutivos, quatro nas últimas cinco partidas da temporada. Por isso, tratou de atacar o adversário e levou perigo logo aos oito minutos, em chute de fora da área de Torreira, que acertou a trave.

O primeiro gol, no entanto, só saiu aos 29, e com ajuda considerável do adversário. Após bela jogada pela esquerda, Kolasinac cruzou para a área e Lerma, na ânsia de afastar o perigo, deu carrinho mandando a bola direto para a própria meta.

O gol não abalou o Bournemouth, que chegaria ao empate ainda no primeiro tempo. Aos 46, a equipe da casa puxou rápido contra-ataque pela esquerda, rodou a bola para o outro lado, até que David Brooks encontrasse Joshua King, que emendou de primeira, cruzado, sem chances para Leno.

O Arsenal só voltaria à liderança do placar aos 21 minutos do segundo tempo, quando armou boa jogada pela esquerda, novamente com Kolasinac, deixando Aubameyang livre para marcar. O Bournemouth ainda respondeu e acertou a trave em chute de longe de Lerma, mas os visitantes se seguraram e garantiu o triunfo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.