Daniel Leal Olivas/AFP
Daniel Leal Olivas/AFP

Arsenal vence clássico e impede Tottenham de se aproximar do líder do Inglês

Com gols de Mustafi e Sanchez, Gunners vencem por 2 a 0 e chegam a 22 pontos, um abaixo do rival

Estadão Conteúdo

18 Novembro 2017 | 12h34

O Arsenal levou a melhor sobre o Tottenham no clássico do norte de Londres, disputado neste sábado. Jogando no Emirates Stadium, diante de sua torcida, o time de Arsène Wenger venceu por 2 a 0, reagiu no Campeonato Inglês e ainda impediu o rival de se aproximar do líder Manchester City.

+ TEMPO REAL - Confira a narração da partida

Com o triunfo, o Arsenal chegou aos 22 pontos e ficou a apenas um do Tottenham. Ocupa agora a quinta colocação, atrás também do Chelsea, que tem a mesma pontuação, mas jogará ainda neste sábado. O Tottenham segue em terceiro, mas pode perder a posição no decorrer do fim de semana. A liderança pertence ao Manchester City, que tem 31.

Apesar do apoio maciço da torcida, o Arsenal começou mais recuado e levou alguns minutos até conter os avanços do Tottenham no primeiro tempo. Aos 6 minutos, Harry Kane já assustava em jogada individual pela esquerda, que parou na defesa de Petr Cech. Aos 15, os visitantes até esboçavam certa pressão. E, aos 32, Eriksen desperdiçou boa chance ao acertar a trave.

Depois dos sustos, o Arsenal foi para acima e precisou de apenas cinco minutos para definir o jogo antes mesmo do intervalo. O primeiro gol saiu aos 36 minutos, em cobrança de falta na área. Mustafi subiu mais que os marcadores para vencer o goleiro Lloris. A bola ainda acertou a trave antes de entrar.

Cinco minutos depois, Alexis Sánchez anotou o segundo. Lacazette foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para o chileno dominar rapidamente na pequena área e mandar para as redes.

No segundo tempo, o Arsenal apostou na cautela e frequentou pouco o ataque. Por outro lado, o Tottenham partiu para cima, sem sucesso. Os donos da casa neutralizaram cada avanço dos rivais e ainda levaram perigo no ataque nos minutos finais, em lances individuais de Sánchez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.