Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Arthur sai em defesa de Neymar: 'Ela só queria audiência, ganhar seguidores'

Volante da seleção brasileira concedeu entrevista nesta sexta-feira após treino no Beira-Rio

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2019 | 18h55

O volante Arthur concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira após o treinamento da seleção brasileira no estádio Beira-Rio, palco do amistoso de domingo contra Honduras, o último teste antes da estreia na Copa América.

Mais uma vez as perguntas ficaram em torno de Neymar. Arthur saiu em defesa do companheiro de seleção e atacou a modelo Najila Trindade, que acusa o craque de estupro. "Era isso que ela queria, dar entrevista em emissora, ter audiência, ganhar seguidores no Instagram, quanto mais falar disso melhor para ela", afirmou. 

O caso ainda está sendo investigado pela polícia, mas para o volante do Barcelona já ficou provada a inocência de Neymar. "Foram esclarecidos os fatos, mentira tem perna curta, o bem sempre vence o mal e vai vencer aqui também. Era isso que ela queria, mídia, essa badalação toda, e ela conseguiu. A gente sabe que as notícias polêmicas têm mais audiência. Quanto menos a gente dar importância para isso, melhor para todos", comentou.

Neymar foi cortado da seleção brasileira porque torceu o tornozelo direito na vitória sobre o Catar em amistoso disputado na última quarta-feira no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Tite convocou o meia William, do Chelsea, para o seu lugar.

Na quinta-feira, Neymar prestou depoimento no Rio de Janeiro. Arthur comentou sobre o impacto que a saída dele teve para a equipe. "No intervalo do jogo, ele estava fazendo exames, disse que ia para o hospital. Voltamos do jogo, chegamos no hotel, com os exames em mãos. Como sou próximo dele, conversei, ele falou que ia ser cortado, logo depois veio o anúncio. Edu pediu a palavra na sala de refeição. Foi um baque grande".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.