Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Arthur volta a treinar com bola e fica mais próximo de reforçar o Grêmio

Renato Gaúcho fez mistério e fechou a maior parte do treino do Grêmio à imprensa nesta terça-feira

Estadão Conteúdo

29 de maio de 2018 | 19h26

O técnico Renato Gaúcho fez mistério e fechou a maior parte do treino do Grêmio à imprensa nesta terça-feira, mas quando os portões foram abertos, uma novidade chamou a atenção. O volante Arthur treinava normalmente com bola no recreativo realizado no gramado do CT Presidente Luiz Carvalho, dando provas de que está cada vez mais perto do retorno.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Arthur está afastado dos gramados há pouco mais de duas semanas, desde que sentiu uma lesão muscular no empate com o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá, vinha realizando trabalhos de recuperação, até a última segunda, quando foi liberado para um treino físico.

Sem sentir dores, Arthur deu mais um passo na reabilitação nesta terça. Ele exibiu desenvoltura na atividade recreativa e mostrou que o retorno está perto. No entanto, até pelo período afastado, ainda não deverá ficar à disposição para encarar o Fluminense, nesta quarta, na Arena, pelo Brasileirão.

Se Arthur está praticamente descartado, Renato provavelmente contará com outro importante reforço para armar o Grêmio. Poupado na vitória sobre o Ceará, no fim de semana, por dores musculares, Luan voltou a treinar normalmente esta semana e deverá estar no ataque gremista para a partida.

Nesta terça, a comissão técnica tricolor deixou o lateral Leonardo Moura, o meia Ramiro e o atacante Everton de fora da atividade. A tendência é que os dois últimos estejam normalmente em campo na quarta, mas Leonardo Moura, com um desconforto muscular, provavelmente será desfalque.

Renato só divulgará a escalação momentos antes da partida, mas a tendência é que o Grêmio entre em campo com: Marcelo Grohe; Madson, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Cícero (Jailson), Ramiro, Luan e Everton; André.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.