Artilheiro da Ponte sonha com gols

Artilheiro do Campeonato Brasileiro com cinco gols, o atacante Roger, da Ponte Preta, não se mostrou satisfeito por ter marcado apenas um gol no empate com o Paraná, em 1 a 1, sábado à tarde, em Curitiba. Mesmo tendo, segundo ele próprio, marcado "o meu gol mais bonito neste campeonato", ele reconheceu que perdeu mais duas "chances de ouro". Tanto que no seu dia de descanso, o matador ponte-pretano imaginava ao lado da família o que representaria ter sete gols em quatro jogos - ele não participou da estréia da Ponte contra o Atlético-PR. "Seria maravilhoso e chamaria muito mais a atenção dos times que estão de olho no meu futebol. Até sonhei com estes gols". Roger, de apenas 20 anos, é pretendido pelo São Paulo e teria seu passe estipulado em US$ 1,2 milhão. Para que sua transferência possa ser feita ainda na competição, Roger só poderá disputar mais dois jogos pelo time campineiro. O próximo compromisso será diante do Vasco da Gama, domingo, em Campinas. Depois só enfrentará o Cruzeiro, dia 11 de junho, no Mineirão. O técnico Vadão lamentou as chances de gols perdidas por Roger e também seus companheiros, mas considerou bom o empate fora de casa, que deixou a Ponte com oito pontos e ainda nas primeiras posições do Campeonato Brasileiro. O elenco se apresenta nesta segunda-feira à tarde e a novidade do próximo jogo será a volta do goleiro Lauro, que cumpriu suspensão, no lugar de Aranha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.