Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Alex Silva/ Estadão
Alex Silva/ Estadão

Artilheiro do Paulistão, Gilberto festeja gols e sonha com convocação para a seleção

Atacante marcou dois gols na vitória sobre o Linense

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2017 | 18h12

Com dois gols diante do Linense, o atacante Gilberto assumiu a artilharia isolada do Campeonato Paulista com nove gols, um a mais que William Pottker, da Ponte Preta. Além disso, o jogador é o principal goleador do São Paulo na temporada, com dez gols, e vibra com o bom momento no clube.

"Estou em ótimo momento, está sendo diferente. Fico feliz por esses gols e estou sendo privilegiado. Estou muito feliz aqui", afirma o jogador, que apesar dos gols é reserva na equipe. Desde a chegada do argentino Lucas Pratto, ele sabe que não é titular do time, por jogarem na mesma posição, mas sempre que entra dá conta do recado.

"Não tenho do que reclamar. Estou confiante no trabalho do Rogério, nos companheiros de equipe, e quero sempre subir de produção. O Pratto é jogador de seleção, tenho carinho e respeito grandes por ele, e me espelho nele para poder chegar um dia na seleção", comentou o jogador, que sonha ser convocado por Tite.

O primeiro gol dele contra o Linense acabou facilitando as coisas para o São Paulo, pois até então o duelo estava bastante equilibrado. "Eu vi o goleiro, ele estava se movimentando para o lado esquerdo, tirei dele e toquei com a máxima tranquilidade. O São Paulo sempre tenta aproveitar as oportunidades que tem", disse.

Gilberto foi contratado no ano passado, mas teve pouco espaço com Ricardo Gomes. Com um salário alto, a diretoria do clube foi criticado por trazer um jogador de muito custo e pouca produtividade. Só que desde a chegada de Ceni, e da conversa que ele teve com o atleta, o panorama mudou. E Gilberto agora é peça importante no grupo.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.