Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Artilheiro é esperança do Ituano

Segundo time de melhor aproveitamento na fase semifinal do Campeonato Brasileiro da Série B, tendo conquistado sete pontos em nove disputados, e líder do Grupo A, o Ituano só tem motivos para comemorar a campanha na competição. Parte deste sucesso se deve a um jogador em especial: o atacante e artilheiro do time, Rômulo. Com o gol que marcou na vitória do time sobre o Brasiliense, por 2 a 1, Rômulo chegou ao seu nono gol na competição e se igualou à Jabá, hoje no futebol turco, na artilharia da equipe. Ele já tinha marcado gols nos dois jogos anteriores desta fase, no empate de 1 a 1 com o Fortaleza, no Ceará, e um na vitória de 2 a 1 sobre o Santa Cruz, em Itu. O atacante de 21 anos, no entanto, há pouco tempo é titular, mas garante pensar em artilharia somente após o acesso. "Ainda sou novo e estou brigando para me firmar no time titular. Fico feliz que meus gols estejam ajudando e espero que continuem. Mas antes de pensar em artilharia, gostaria muito que o Ituano conseguisse o acesso para a Série A no próximo ano. Rômulo é mais um dos investimentos feitos na categoria de base do clube. Ele começou sua carreira em Goiás e jogava no Crac, de Catalão, quando o Ituano foi buscá-lo. No início deste ano foi emprestado para o Comercial, de Ribeirão Preto, para a disputa do Campeonato Paulista da Série A-2. Apesar da campanha ruim do time, ele foi o artilheiro da competição, com 16 gols. O técnico Leandro Campos ainda tem uma dúvida quanto ao time que tenta a terceira vitória nesta fase, em Taguatinga, contra o Brasiliense, sábado à tarde. Com o lateral-direito Ricardo Lopes suspenso, Daniel e Alexandre Salles brigam pela vaga. Caso opte por Salles, que é originalmente meia e joga na ala esquerda, Lima joga na direita.

Agencia Estado,

14 de outubro de 2004 | 17h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.