Às lágrimas, Edmílson diz que voltará à seleção

O volante Edmílson disse nesta quarta-feira, logo depois de ser cortado devido a uma lesão no joelho da seleção brasileira que disputará a Copa, que voltará à equipe no futuro para ser campeão novamente. "Estou indo embora, mas vou voltar para a seleção e ganhar muitos títulos ainda", afirmou o jogador, que foi titular na equipe na Copa de 2002.Emocionado, Edmílson chorou muito durante a rápida entrevista coletiva que concedeu em Weggis, na Suíça, onde a seleção está concentrada em preparação para a Copa. "Ainda estou meio anestesiado", reconheceu o jogador, que disse ter sentido a contusão pela primeira vez em abril, após o segundo jogo do Barcelona contra o Milan, pela semifinal da Liga dos Campeões. "Não me contundi aqui", afirmou.Em 2004, logo depois de ser contratado pelo Barcelona, Edmílson sofreu uma lesão no ligamento cruzado que o deixou de fora dos campos por oito meses e meio. Durante essa fase, Parreira falou várias vezes que contava com ele para a Copa. "É duro, porque tive uma lesão muito grave e batalhei muito para chegar aqui", explicou o volante.Edmílson decidiu ir embora ainda nesta quarta-feira, em vez de permanecer com a seleção. "Quando eu estou em alguma coisa, estou por inteiro. Não agüento ficar aqui sem poder jogar", afirmou. Mas assegurou que, mesmo longe, estará torcendo pela conquista do hexa. "O grupo me deu muito apoio. Estou indo, mas o meu coração vai ficar aqui com o pessoal", disse o jogador.Revelado nas categorias de base do São Paulo, Edmílson foi convocado para a seleção brasileira pela primeira vez em 2000, por Vanderlei Luxemburgo. Nesta terça-feira, diante do Lucerna, disputou sua 37ª partida pela seleção - 33 delas em jogos oficiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.