Reuters
Reuters

Ásia tem 7 candidatos a três vagas no Comitê Executivo da Fifa

Representantes do continente já têm quatro postos assegurados

Estadão Conteúdo

04 Março 2015 | 12h09

Três vagas da Ásia no Comitê Executivo da Fifa vão ser disputadas por sete candidatos. Nesta quarta-feira, a Confederação Asiática de Futebol confirmou os concorrentes aos assentos, que incluem o xeque Ahmad Fahad Al Ahmad Al Sabah, do Kuwait e membro do Comitê Olímpico Internacional, o sul-coreano Chung Mong-Gyu, cuja família é proprietária da Hyundai, patrocinadora da Copa do Mundo, e o tailandês Worawi Makudi, que busca a reeleição.

Os outros candidatos são: Tengku Abdullah, da Malásia, Kohzo Tashima, do Japão, Saoud Al Mohannadi, do Catar, e Khalid Al Busaidi, de Omã. Atual presidente da Confederação Asiática de Futebol, o xeque Salman Bin Ebrahim Al Khalifa será reeleito, sem oposição, em votação marcada para 30 de abril, no Bahrein, o seu país. Assim, assumirá a vice-presidência para a Ásia da Fifa.

Com isso, a Ásia terá quatro postos no Comitê Executivo da Fifa, sendo que três deles serão definidos através de votação. Dois deles têm mandato de quatro anos, enquanto um terceiro ocupará a função por dois anos, ocupando a função deixada pelo xeque Salman.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.