Asprilla fica até 6 semanas fora

O atacante colombiano Asprilla vai ficar de quatro a seis semanas sem jogar, depois de ter sido submetido a uma cirurgia no joelho direito, no último sábado. Na Colômbia, o médico Germán Ochoa foi o responsável pela operação do jogador, que foi acompanha pelo médico do Fluminense, Luís Gallo. A expectativa é de que o atacante retorne ao Brasil em dez dias.O problema do lateral-direito Paulo César é menos grave, mas ele não poderá retornar ao time contra o Juventude-MT, na quarta-feira (11), pela Copa do Brasil. Em compensação, o técnico Valdir Espinosa conta com a volta de César, que cumpriu suspensão na última partida, e formará a zaga com Agnaldo Liz.Para não ser surpreendido, Espinosa pediu ao auxiliar-técnico Duílio que obtivesse alguns vídeos de jogos do adversário, que nunca enfrentou o Fluminense. Se o tricolor vencer por um diferença de dois gols, estará classificado, sem que seja necessária a realização da segunda partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.