Asprilla reforça o Flu na semifinal

A volta do atacante Asprilla é a principal atração do Fluminense para o confronto com o Americano, pela semifinal do primeiro turno do Campeonato Carioca, neste sábado, às 16 horas, no Maracanã. O jogador colombiano se recuperou de dores musculares na coxa direita e teve sua escalação confirmada pelo técnico Valdir Espinosa durante o treino desta sexta-feira. Quem ganhar este jogo irá enfrentar o Flamengo na decisão da Taça Guanabara, no dia 4 de março. O campeão do turno garante vaga na final do Estadual.Valdir Espinosa volta a utilizar o esquema 3-5-2 por causa das contusões do lateral-direito Paulo César e de seu substituto Flávio. Para compensar os desfalques, o treinador mudou a tática e escalou o zagueiro Agnaldo Liz no lugar do lateral-esquerdo Thiago Silva.Um dos trunfos de Espinosa para esta partida é o atacante Marco Brito. O jogador, que foi revelado nas divisões de base do Fluminense, ganhou a vaga de titular após ter entrado bem nas duas últimas partidas, quando marcou quatro gols. Escalado no lugar de Fernando Diniz, Brito garantiu estar tranqüilo e confiante.Ao final do treino desta sexta-feira, os jogadores do Fluminense treinaram algumas cobranças de pênaltis. Se houver empate no tempo normal, a vaga para a final será decidida nas penalidades. Na quarta-feira, pelo Torneio Rio-São Paulo, o Flu foi eliminado nos pênaltis pelo São Paulo.Caseiro - O Americano, time do presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Eduardo Viana, chegou à semifinal do primeiro turno do Campeonato Carioca graças às vitórias nas três partidas que disputou em casa - empatou um e perdeu outra, ambas no campo do adversário. A idade média do elenco é de 22 anos e a folha salarial do clube é R$ 32 mil.O presidente do Americano, César Gama, explicou que o sucesso da equipe é fruto do alto investimento feito nas categorias de base.Afinal, do total de 25 jogadores, 18 foram formados pelo clube. "Conseguimos montar um time de jovens formados nas categorias de base do Americano. Optamos por resgatar o amor a camisa e deu certo", festejou. O técnico Luiz Antônio Zaluar garantiu que não teme o Fluminense e afirmou que se todos os jogadores mostrarem o mesmo empenho dos últimos jogos, a equipe pode obter a classificação para a final do primeiro turno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.