Asprilla se envolve em outra confusão

Faustino Asprilla gosta de uma confusão. O atacante colombiano, que já atuou pelo Palmeiras, é acusado agora de ter dado tiros para o alto, depois de uma discussão nas Ilhas do Rosário, na região do Caribe. O incidente ocorreu na noite de terça-feira, depois dele se desentender com o gerente de um hotel de luxo da região.A imprensa local diz que Asprilla, de 33 anos, estava com um grupo de amigos e algumas mulheres, quando se irritou com o funcionário do estabelecimento. No bate-boca, garantem testemunhas do episódio, o jogador teria feito os disparos. A polícia marítima foi chamada, mas ao chegar não prendeu ninguém. O controvertido craque e sua turma haviam fugido em uma lancha particular.Não é a primeira vez que Asprilla dá demonstrações de valentia com revólver. Pouco tempo atrás, deu dois tiros, durante treino da Universidad do Chile, sua equipe atual. Na ocasião, disse que eram balas de festim, só "para animar" os colegas.

Agencia Estado,

30 de julho de 2003 | 18h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.