Assembleia aprova acordo de patrocínio do Barcelona

A assembleia geral convocada pelo Barcelona aprovou o polêmico acordo de patrocínio com a Qatar Foundation por maioria folgada. Ao todo, 697 membros do clube aceitaram a proposta, rejeitada por apenas 76. A votação contou com 36 abstenções.

AE, Agência Estado

25 de setembro de 2011 | 16h03

Pelo acordo, já acertado com pela diretoria, o Barcelona receberá 171 milhões de euros por um contrato de cinco anos. O acerto recebeu muitas críticas, principalmente do ex-presidente Joan Laporta, por conta da estampa da logomarca da empresa na camisa do time, algo inédito nos 112 anos de história do clube.

Antes do patrocínio, o Barcelona pagava para estampar em seu uniforme a logomarca da Unicef - o acordo, de 2006, previa o desembolso de 1,5 milhão de euros ao Fundo das Nações Unidas para a Infância. Agora a logomarca aparecerá nas costas da camisa, abaixo da numeração dos jogadores.

O acordo polêmico com a Qatar Foundation foi aprovada graças à mobilização do atual presidente do Barcelona, Sandro Rosell. Ele alegou que a negociação era crucial para manter as contas do clube em dia. Segundo o dirigente, o Barcelona perdeu 9 milhões de euros na temporada passada e apresenta, no momento, uma dívida de 369 milhões de euros.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonapatrocínioassembleia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.