Rener Pinheiro/MoWa Press
Rener Pinheiro/MoWa Press

Assembleia de Alagoas aprova mudança de nome de estádio de Rei Pelé para Rainha Marta

Projeto de lei é de autoria do deputado Antonio Albuquerque; governador Renan Calheiros Filho pode vetar

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2019 | 23h54

A Assembleia Legislativa de Alagoas aprovou nesta quinta-feira em segunda votação (por 16 a 8) a mudança do nome do Estádio Rei Pelé para Rainha Marta, que é alagoana e foi eleita seis vezes como a melhor jogadora do Mundo pela Fifa. O projeto de lei é de autoria do deputado Antonio Albuquerque (PTB).

A novidade na sessão, que contou com 24 parlamentares, foi a emenda do deputado Silvio Camelo (PV), que sugere que o estádio tenha os dois nomes: Rei Pelé e Rainha Marta. Agora vai ser preciso a apreciação da emenda, o que está marcado para a próxima semana.

Só depois de definida esta nova questão é que o projeto de lei será encaminhado para a sanção do governador Renan Calheiros Filho, que pode aprovar ou vetar a mudança de nome. A repercussão do fato por todo mundo esportivo fez com que o governador se recusasse a antecipar sua posição, criando uma expectativa ainda maior.

Caso o governador vete o projeto, então ele terá que ser novamente apreciado pelos deputados do Estado. Dez anos atrás, em 2008, o então deputado Timoteo Correia tinha apresentado um projeto semelhante. Mas, na ocasião, acabou vetado pelo governador Teotônio Vilela Filho e deixado de lado pela Assembleia Legislativa.

No próximo dia 25 de outubro o estádio vai completar 39 anos, uma vez que foi inaugurado após a conquista do tricampeonato mundial pela seleção brasileira no México. A ideia partiu do governador Lamenha Filho, que fez questão de ter Pelé no dia de sua inauguração. O Rei do futebol também tem seus pés imortalizados no centro esportivo, em cerimônia realizada em 27 de junho de 2010. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.