Assessor nega retorno de Rivaldo ao Brasil

A suposta negociação entre o meia Rivaldo e a diretoria do São Paulo não passa de fantasia. A informação é do assessor do jogador, Carlos Arine, e foi feita nesta terça-feira em entrevista à Rádio Jovem Pan. O agente desqualificou as declarações feitas na véspera por Ernesto Bronzetti, que, se identificando com um dos empresários do jogador, afirmou em entrevista a uma emissora de rádio na Itália que o brasileiro estaria propenso a se transferir para o clube paulista. Segundo Arine, não há nenhum tipo de negociação do jogador com o São Paulo e, por enquanto, Rivaldo não pensar em jogar no Brasil. Para ele, declarações deste tipo são feitas por ?oportunistas?.Arine ficou irritado com as declarações de Bronzetti, segundo as quais, Rivaldo não recebeu nenhuma proposta que pudesse ser considerada e que, por conta disso, estaria disposto a voltar ao Brasil. De acordo com Bronzetti, "a única oferta oficial foi feita pelo Espanyol, porém o jogador não a considerou adequada?.?Existem propostas de vários clubes de várias partes do mundo. Uma delas, foi uma proposta milionária do Catar, mas ele ainda está estudando?, garantiu Arine. Bronzetti teria se identificado como assessor de Rivaldo, porque chegou a participar do processo de transferência do jogador para o Milan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.