Antonio Calanni/AP
Antonio Calanni/AP

Atacante Adriano diz que anunciará seu futuro na quarta-feira

Segundo o empresário do jogador, Gilmar Rinaldi, o Imperador continuará na Roma na próxima temporada

Bruno Lousada E Sílvio Barsetti, Agência Estado

20 de dezembro de 2010 | 19h21

O atacante Adriano tem uma agenda cheia nesta quarta-feira na Vila Cruzeiro, na zona norte do Rio. Vai lançar um projeto social na comunidade onde nasceu e que vive dias mais calmos após ocupação policial, deflagrada em novembro. Também vai rever amigos e anunciará o seu futuro no futebol. Mas a notícia não será animadora para Corinthians e Palmeiras, interessados na contratação do craque. Segundo o empresário do jogador, Gilmar Rinaldi, o Imperador continua na Roma, com quem tem contrato até 2013.

"Eu sempre falei que ele iria permanecer na Itália, mas as pessoas não acreditaram em mim. O Corinthians e o Palmeiras não me procuraram para negociar nada", disse Rinaldi à Agência Estado. Em entrevista ao Corriere dello Sport, Adriano garantiu que não vai deixar a equipe italiana. "O que conta é o que eu digo e repito pela enésima vez que a Roma é e será minha equipe", afirmou.

No domingo, Adriano desembarcou no Rio para passar o Natal com a família e matar a saudade da cidade. Mas, ao contrário do ano passado, em que se refugiou na Vila Cruzeiro e forçou a saída da Inter de Milão, ele garante que retornará para a Itália. Sua passagem já está comprada para o dia 29.

Na quarta, o jogador vai divulgar o projeto "Imperadores da Vila", que consiste em dar amparo social, educacional e esportivo a crianças da região. Sua ideia é construir um complexo esportivo que levará o nome de Almir Leite Ribeiro, o Mirinho - homenagem a seu pai, que morreu em 2004.

Seu Mirinho começou a dar sinais de uma saúde debilitada após ser atingido na Vila Cruzeiro por uma bala que se alojou em sua cabeça em 1992. Depois de perder o "seu melhor amigo", Adriano entrou em depressão e chegou a admitir publicamente problemas com bebida alcoólica.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAdrianomercado do futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.