Nicholas Kamm/AFP
Nicholas Kamm/AFP

Americano marca três e garante goleada do Bayern sobre a Inter

Julian Green é o destaque na vitória por 4 a 1 dos bávaros

Estadão Conteúdo

30 de julho de 2016 | 20h44

O Bayern de Munique contou com grande atuação do jovem norte-americano Julian Green para golear a Inter de Milão por 4 a 1 neste sábado, em Charlotte, nos Estados Unidos, pelo torneio amistoso International Champions Cup.

O jogador de 21 anos marcou três gols e garantiu o resultado antes dos 35 minutos iniciais de partida. Ribery fez o outro. Icardi, nos acréscimos da partida, descontou. Green defendeu os Estados Unidos na Copa de 2014 e chegou a balançar as redes contra a Bélgica, nas oitavas de final, tornando-se o mais jovem atleta do país a marcar em um Mundial.

Mas sua escolha em defender o país americano gerou controvérsias na época. Revelado pelas categorias de base do Bayern, o jogador é filho de pai norte-americano, nasceu em Tampa, na Flórida. Mas foi criado na Alemanha, terra da sua mãe.

As primeiras participações em torneios internacionais foram pelas categorias de base da Alemanha, chegou a jogar a Eurocopa sub-19 pelo país europeu. Mas a Fifa entende que, por não ter disputado torneios oficiais pela seleção adulta, Green ainda podia mudar de cidadania esportiva. Após convite da Federação Americana, optou por defender os Estados Unidos na Copa de 2014.

Green disputou a última temporada emprestado para o Hamburgo e foi reintegrado agora no time comandado por Carlo Ancelotti. Neste sábado, ele abriu o placar logo aos 7 após aproveitar cruzamento de Alaba. Cinco minutos mais tarde, Ribéry mandou para as redes após cruzamento rasteiro de Benko.

O norte-americano ampliou após passe de Ribéry e garantiu a goleada aproveitando cruzamento do lateral-direito brasileiro Rafinha. A Inter, que teve a presença de Felipe Melo, conseguiu diminuir o vexame nos minutos finais. Icardi recebeu lançamento e tocou na saída do goleiro Starke.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.