Atacante argentino da Universidad Católica perde habilitação por 2 anos

SANTIAGO DO CHILE - O atacante argentino Nicolás Trecco, da Universidad Católica, teve a carteira de habilitação suspensa por dois anos após ter sido surpreendido dirigindo em estado de embriaguez em Santiago, informaram nesta terça-feira fontes judiciais.

EFE

21 de agosto de 2012 | 10h13

O atacante, de 24 anos, também deverá comparecer mensalmente, durante um ano, em Gendarmaria (serviço prisional) após ter sido declarado culpado por conduzir em estado de embriaguez, confirmou o advogado do atleta, Javier Gasman.

Trecco, contratado no início deste ano junto ao Cobreloa, foi parado na madrugada de segunda-feira no município de Flórida, na área sul de Santiago, e após ser submetido a um controle de rotina da Polícia chilena, foi confirmado o estado de embriaguez. O jogador estava acompanhado da mulher, que segundo a polícia, também estaria alcoolizada.

O exame de bafômetro realizado pela Polícia apontou que o jogador tinha 1,7 gramas de alcool no sangue. No Chile, o máximo permitido é de 0,3 gramas. Até 0,8 admite-se que a pessoa dirige sob efeito do álcool, acima disso ele é considerado embriagado.

"Nicolás está arrependido, reconheceu os fatos e chegou a um acordo com a promotoria", explicou Gasman.

Trecco vive uma situação complicada dentro do clube. O atacante não foi incluído no elenco da Universidad Católica para o duelo contra o O'Higgins, pela sétima rodada do Torneio Clausura do Campeonato Chileno. Nos últimos jogos, Trecco tem alternado entre titulares e reservas, devido a lesões e rendimento irregular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.