Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Atacante da seleção brasileira, Cristiane se casa com advogada em cerimônia 'intimista'

Ambas planejavam a união, mas a pandemia alterou os planos do casal 

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2020 | 12h23

Para a surpresa de seus seguidores, a atacante da seleção brasileira e do SantosCristiane, revelou que está casada com a advogada Ana Paula Garcia. As duas já eram noivas e planejavam selar o laço matrimonial neste ano. Contudo, em decorrência da pandemia, o casal teve de alterar seus planos. A cerimônia foi reservada e poucas pessoas sabiam que havia ocorrido.

A revelação foi feita através do Instagram da própria Cristiane, no último domingo. A jogadora postou uma foto ao lado de sua mulher. Na ocasião, ambas então de branco, de mãos dadas e com um largo sorriso no rosto.

"Familiares e amigos, é com muito amor que viemos contar a vocês que nos casamos dia 15 de agosto de 2020. Não se assustem, realizamos uma cerimônia simbólica, só entre nós duas, na praia da Armação, em Ilhabela. Parece loucura? Parece, mas foi a única maneira que encontramos, no momento, de realizar esse sonho", escreveu Cristiane, na publicação.

Contudo, isso não significa que o casal não irá celebrar o matrimônio com festa. A jogadora explica que quando o cenário de pandemia mudar, a união terá a devida comemoração.

"Sabemos que, por conta do cenário atual, não poderiam se fazer presentes fisicamente para brindar esse momento conosco, mas fiquem tranquilos que sentimos a presença de cada um de vocês em nossos corações. Ainda iremos celebrar essa união juntos em uma data oportuna quando tudo isso tiver passado, pois dias melhores virão. Amamos vocês", disse.

Apesar de a festa ainda não ter acontecido, parentes, seguidores e amigos do casal comemoram o matrimônio nos comentários da publicação. Ana, por sua vez, mostrou uma foto das alianças nos stories de seu perfil.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.