Piroschka van de Weuw/ Reuters
Piroschka van de Weuw/ Reuters

Atacante do Ajax, Promes é preso na Holanda acusado de esfaquear um familiar

Jogador esteve em campo neste sábado e marcou um dos gols da goleada do Ajax sobre o Zwolle

Redação, Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2020 | 13h08

O atacante do Ajax, Quincy Promes foi preso na manhã deste domingo em Amsterdã. O jogador, que esteve em campo pelo time holandês no sábado, é acusado de esfaquear um familiar após discussão em uma festa. O crime teria ocorrido em julho, mas a detenção só foi ocorreu agora.

Segundo a imprensa holandesa, o porta-voz da polícia, Jelmer Geers confirmou que um homem de 28 anos foi detido por conta do episódio, que teria ocorrido durante uma celebração familiar, em uma propriedade de Promes localizada em Abcoude, pequena cidade a 14 quilômetros de Amsterdã. A polícia não divulgou a identidade da vítima.

Alguns pessoas que estavam no evento teriam entrado na discussão para separar Promes, que estava armado com uma faca, da vítima, o que teria evitado uma tragédia maior. A denúncia foi apresentada há um mês e resultou em investigação que levou à prisão do jogador neste domingo.

Promes deve ficar encarcerado por três dias. No entanto, existe a possibilidade de ser decretada a prisão preventiva, o que prorrogaria o prazo de sua detenção. A pena máxima para um crime de ferimentos graves causados por agressão física na Holanda é de até quatro anos.

O Ajax, que lidera o Campeonato Holandês, confirmou que o atleta não compareceu nesta manhã para o treinamento da equipe. No sábado, o atacante marcou um dos gols na goleada por 4 a 0 sobre o Zwolle. O jogador também esteve em campo na derrota para a Atalanta por 1 a 0 que eliminou a equipe holandesa na fase de grupos da Liga dos Campeões. Ele está no clube desde a temporada passada e também tem passagens por Spartak Moscou, da Rússia, e Sevilla, da Espanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.