Morell / EFE
Morell / EFE

Atacante do Athletic Bilbao é alvo de ofensas racistas durante jogo do Espanhol

Torcedores do Espanyol imitaram macacos para Iñaki Williams enquanto este se encaminhava para o banco de reservas após ser substituído; clube promete investigação

Redação, Estadão Conteúdo

25 de janeiro de 2020 | 17h38

O atacante Iñaki Williams, do Athletic Bilbao, foi alvo de ofensas racistas durante a partida entre sua equipe e o Espanyol no estádio Cornellá-El-Prat, casa do adversário, neste sábado, 25. Enquanto Williams se dirigia para o banco de reservas após ser substituído por Raúl Garcia, os fãs do time catalão fizeram barulhos de macaco para ele. O jogo terminou empatado em 1 a 1.

Williams reagiu ofendendo os que lhe insultavam de 'filhos da p***' e, ao se sentar no banco, comentou o ocorrido com companheiros de time, incluindo o capitão do Athletic, Muniain. O juiz da partida, Sánchez Martínez, foi avisado da situação, mas não a registrou na súmula. Ainda assim, o incidente deve ser investigado por LaLiga, entidade organizadora do Campeonato Espanhol.

"Hoje nós demos um passo atrás no trabalho que começamos anos atrás. A violência no Barcelona x Valencia e os insultos racistas direcionados a Iñaki Williams causam muito dano ao futebol espanhol. 'LaLiga' assume responsabilidade e junto com os clubes vamos tentar encontrar o que deu errado", escreveu o presidente da entidade, Javier Tebas no Twitter.

Williams comentou a situação aos canais oficiais do Athletic. "Estou triste por causa do empate e também porque sofri insultos racistas. É algo que ninguém quer escutar e que está totalmente fora de lugar. As pessoas têm que vir para se divertir e apoiar o time. É um esporte de amizade, de equipes... Foi triste, porque esse tipo de coisa não deve acontecer", afirmou o atacante, demonstrando inconformismo. Mais tarde, o atleta utilizou a internet para agradecer o apoio recebido.

O próprio Espanyol lamentou o caso em seu twitter oficial. "O Espanyol condena tacitamente e de maneira explícita qualquer mostra de racismo nos campos de futebol. O clube já está investigando os incidentes de caráter racista proferidos contra alguns poucos contra Iñaki Williams. Nosso apoio e solidariedade a ele", publicou o clube.

O Athletic Bilbao demonstrou apoio ao atleta através de seu diretor, Rafa Alkorta. "Meus pais me educaram para respeitar aos demais, sem olhar a cor, sem olhar de onde vieram, sem olhar a sexualidade. Não entendo o que se passa pela cabeça dos que insultaram Iñaki Williams, me dão pena", postou no Twitter.

Williams foi o primeiro jogador negro a vestir as cores do Athletic Bilbao, clube que tem como regra apenas contratar jogadores nascidos no País Basco. O jogador, de origem ganesa mas nascido na própria cidade de Bilbao, estreou pelo clube em 2014. Ele tem 52 gols em 225 jogos pelo clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.