REUTERS/Agustin Marcarian
REUTERS/Agustin Marcarian

Atacante do Boca Juniors é procurado pela polícia na Argentina após atropelar ex-mulher

Eduardo Salvio, de 31 anos, está foragido após ter nome denunciado pela mãe de seus filhos por 'violência de gênero'; ela está bem

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2022 | 11h45

Eduardo Salvio, atacante argentino e camisa 10 do Boca Juniors, está sendo procurado pela polícia após a acusação de ter atropelado a ex-mulher. Magui Aravena, antiga companheira do atleta, fez uma acusação formal às autoridades de Buenos Aires nesta quinta-feira, quando o caso teria ocorrido. De acordo com o Olé!, principal diário esportivo da Argentina, Aravena teria encontrado Salvio em seu carro com outra mulher. Ela teria se posicionado na frente do veículo para chamar o atleta de 31 anos para conversar. Foi quando ele teria acelerado o veículo. 

Ainda de acordo com a publicação, Aravena sofreu lesões na perna direita e foi levada para um hospital Argerich, próximo de Puerto Madero, onde ocorreu o incidente. A mulher, que é mãe dos filhos do jogador, o denunciou por "violência de gênero".

As autoridades de Buenos Aires continuam procurando o jogador nesta quinta-feira. Segundo o Olé, câmeras de segurança da região flagraram o momento do atropelamento. Nas imagens, é possível ver o atleta fugindo no automóvel após o incidente. A mulher teve apenas ferimentos leves. 

Revelado pelo Lanús, Salvio fez sucesso no futebol europeu com a camisa do Benfica, de Portugal. Ele fez parte do elenco da Argentina na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, retornando ao país-natal no ano seguinte para defender o Boca Juniors. A última vez que ele entrou em campo foi na terça-feira, dia 12, no duelo com o Always Ready pelo Grupo E da Copa Libertadores, o mesmo do Corinthians.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.