Reprodução Twitter Inter de Milão
Reprodução Twitter Inter de Milão

Atacante Eder renova acordo com a Inter de Milão até junho de 2021

Renovação do brasileiro naturalizado italiano foi um pedido do técnico Luciano Spaletti

Estadão Conteúdo

02 Novembro 2017 | 16h58

O atacante Eder Citadin renovou nesta quinta-feira contrato com a Inter de Milão. O jogador brasileiro naturalizado italiano acertou novo vínculo até o final de junho de 2021, segundo anunciou o site oficial do clube.

+ Inter de Milão supera Verona e continua na cola do líder Napoli

O pedido de renovação partiu do técnico Luciano Spaletti. Eder foi contratado pela Inter de Milão junto à Sampdoria em janeiro de 2016. Até agora, disputou 63 partidas pela nova equipe e marcou 11 gols.

O vínculo inicial acertado era de um ano e meio, mas com prioridade para renovação. Eder nasceu em Lauro Müller, em Santa Catarina, e completará 31 anos no próximo dia 15. No Brasil, ele começou a profissionalmente no Criciúma, onde ficou apenas duas temporadas, em 2004 e 2005.

Foi negociado com o Empoli, depois passou pelo Frosinone, Empoli, Brescia, Cesena até acertar sua transferência para a Sampdoria, em 2012. Ao se destacar por um time tradicional, foi convidado para obter a cidadania do país e assim poder defender a seleção italiana. O atacante fez 25 jogos pela Itália e marcou 5 gols.

O brasileiro vive a expectativa de ser chamado pelo técnico Gien Piero Ventura para os duelos decisivos contra a Suécia que podem valer uma vaga na Copa do Mundo da Rússia de 2018. O treinador anunciará a lista de convocados no próximo sábado.

Depois de terminar em segundo lugar no Grupo G das Eliminatórias Europeias que teve a Espanha como única classificada, a Itália ganhou ao menos o direito de disputar a repescagem. Por sorteio, ficou definido que enfrentará a Suécia, a segunda colocada do Grupo A, que teve a França como primeira colocada.

O jogo de ida acontecerá na Suécia, no próximo dia 10, na Friends Arena, em Solna. A volta foi marcada para o dia 13, no Stadio Giuseppe Meazza, em Milão, casa da equipe do atacante Eder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.