Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Atacante Erik celebra chegada ao Botafogo e se diz pronto para jogar

Jogador de 24 anos atuava por empréstimo no Atlético-MG, onde teve poucas oportunidades

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2018 | 19h14

O Botafogo anunciou nesta sexta-feira a contratação do atacante Erik. O jogador de 24 anos atuava por empréstimo no Atlético-MG, onde teve poucas oportunidades, e chega para reforçar o carente setor ofensivo do time carioca. Momentos após a oficialização do acerto, ele foi apresentado à imprensa e mostrou felicidade com o novo desafio.

"Juntamente com meus companheiros, quero poder dar alegrias aos nossos torcedores. Estou aqui desde segunda-feira e não posso esconder a felicidade de vestir a camisa desse clube que meu pai é torcedor desde criança. Vivo esse sonho junto com a minha família. Fui muito bem recebido. Toda mudança gera uma esperança e espero trazer muitas alegrias para os torcedores", declarou.

Erik ganhou espaço no futebol nacional com a camisa do Goiás, com a qual marcou 36 gols nas temporadas 2014 e 2015. A ótima fase chamou a atenção do Palmeiras, mas o atacante não repetiu as mesmas atuações em São Paulo. Emprestado ao Atlético-MG, ele voltou a decepcionar e foi repassado ao Botafogo, com quem assinou até o fim do ano.

"Sempre gosto de falar: só tenho boas lembranças. No meu primeiro no ano no Palmeiras, eu pude ser campeão brasileiro. Todo dia é um amadurecimento. Hoje, chego ao Botafogo mais maduro. No Atlético-MG, a passagem também foi boa, com mais vitórias do que derrotas", considerou.

Por mais que não viesse atuando em Belo Horizonte, Erik treinava normalmente ao lado de seus companheiros. Por isso, ele se disse pronto para reforçar o Botafogo assim que o técnico Zé Ricardo precisar. Neste sábado, o Botafogo recebe o Sport pelo Campeonato Brasileiro, e o atacante deverá estar à disposição.

"O que está na minha cabeça é isso: estar liberado para jogar esse jogo. Sempre estava indo para os jogos no Atlético-MG, só não estava sendo utilizado. Mesmo se não der, eu estarei na torcida, mas o que mais quero é estar em campo", comentou.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Botafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.