Sergei Ilnitsky/EFE
Sergei Ilnitsky/EFE

Atacante festeja 'vitória honrosa' após fazer gol histórico para a Arábia Saudita

Salem Al-Dawsari marcou o tento que encerrou tabu de 24 anos sem vitória em Copas do Mundo

Estadão Conteúdo

25 Junho 2018 | 14h14

Salem Al-Dawsari entrou para a história da seleção da Arábia Saudita. O atacante recebeu passe na área e bateu cruzado para marcar no último lance o gol que deu a vitória dos sauditas sobre o Egito de virada, por 2 a 1, nesta segunda-feira, em Volgogrado.

+ Arábia Saudita marca no último minuto, vence e quebra tabu de 24 anos

O gol de Al-Dawsari foi histórico, pois encerrou um jejum de 24 anos sem triunfos do time do Oriente Médio em Copas. O último havia sido sobre a Bélgica, por 1 a 0, no Mundial de 1994, nos Estados Unidos. O jogador também valorizou a atuação da equipe e o resultado, assim como disse estar orgulhoso do seu feito.

"Jogamos um grande jogo, conseguimos a vitória, uma vitória honrosa. Consegui registrar meu nome na lista de jogadores que marcaram na Copa do Mundo e isso é uma questão de orgulho", afirmou o jogador do Al-Hilal, do técnico português Jorge Jesus.

O atacante ainda lamentou a eliminação da equipe no Mundial, que ocorreu antecipadamente após as derrotas para Rússia e Uruguai. Segundo o jogador saudita, o revés para os uruguaios foi injusto e poderia mudar o rumo do time no torneio.

 

"Esperávamos nos classificar, mas o primeira partida não correspondeu às nossas expectativas e nós não merecemos perder o segundo jogo", disse.

Com a vitória na rodada final da primeira fase, a Arábia Saudita se despede da Copa do Mundo da Rússia na terceira posição do Grupo A, com três pontos. A seleção do Uruguai se classificou em primeiro, com nove pontos, ao vencer por 3 a 0 os anfitriões russos, que avançaram na segunda posição, com seis pontos. O Egito vai embora sem nenhum ponto somado, na lanterna da chave.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.