Atacante Kléber Pereira dispara contra Emerson Leão

Jogador diz que técnico do time não cumpriu acordo ao falar mal do elenco após deixar o clube

Sanches Filho - O Estado de S. Paulo,

30 de maio de 2008 | 15h46

Depois de Fábio Costa criticar Leão por não ter se despedido dos jogadores após pedir demissão e dito que o time do Santos é fraco, sem líderes e que não chegará entre os quatro primeiros do Campeonato Brasileiro, nesta sexta-feira foi Kléber Pereira quem disparar contra o ex-técnico da equipe.Veja também: Técnico Paulo Autuori volta a ser nome forte na Vila Belmiro Técnico santista testa equipe com três zagueiros para o clássicoEle contou que as declarações do treinador provocaram até preocupação entre seus familiares, que moram em São Luís, no Maranhão."Tínhamos um acordo e ele (Leão) não cumpriu a sua parte, ao falar mal do time. Não era isso que ele dizia internamente para a gente. Quando estávamos mal no Campeonato Paulista o grupo se fechou e reagiu. A equipe também foi bem na Libertadores e o que ele falou não está certo", protestou o artilheiro santista."Tenho vários familiares - mãe, esposa, filho, irmãos - que dependem do meu trabalho. Eles me telefonaram e tive que explicar que aqui ninguém fez corpo-mole para derrubar técnico."Kléber Pereira, que era dúvida para o clássico de domingo à tarde, contra o São Paulo na Vila Belmiro, participou do treino de dois em toques com campo reduzido, sob chuva, na manhã desta sexta no CT Rei Pelé, e está escalado. Na coletiva de imprensa, ele pediu para que não fizessem perguntas sobre Leão, mas ao deixar a sala de entrevistas disparou contra o técnico.Com correntes e medalhas de ouro e vestindo a camisa 58 de Lambert, ex-jogador do Pittsburgh, do futebol norte-americano, o atacante de 32 anos de idade e 22 gols na temporada prega a união dos jogadores para o time ganhar o jogo."Não é hora de se preocupar se o gol será deste ou daquele. O que importa são os três pontos para sair dessa pressão. Ficou horrível perder daquele jeito do Cruzeiro depois da desclassificação, com vitória e o time jogando bem na Libertadores. Conversamos e todos entenderam que a derrota serviu de lição. Vamos encarar o São Paulo com mais seriedade."Após ser eliminado pelo América (MEX) da Libertadores no último dia 22, apesar da vitória por 1 a 0 na Vila Belmiro (a equipe havia perdido por 2 a 0 na partida de ida no México), o Santos levou uma goleada no último domingo e perdeu por 4 a 0 para o Cruzeiro no Mineirão, em confronto válido pela quarta rodada do Brasileirão.Mesmo assim, Kléber Pereira acredita em uma rápida recuperação. "Não se pode falar em rebaixamento após o terceiro jogo de um campeonato que tem 38 rodadas. É verdade que já sofremos duas derrotas, mas acredito que vamos lutar pelo título. Se o time chegou aonde chegou no Campeonato Paulista e na Libertadores é porque tem qualidade", finalizou.

Tudo o que sabemos sobre:
Kleber PereiraSantosEmerson Leão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.