Arquivo/AE
Arquivo/AE

Atacante Mutu terá de pagar R$ 45 milhões ao Chelsea

Valor é cobrado pelo clube inglês como compensação pelos prejuízos causados pelo doping do romeno

AE-AP, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 11h22

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) confirmou nesta sexta-feira que o atacante romeno Adrian Mutu terá de pagar 17,2 milhões de euros (cerca de R$ 45,5 milhões) ao Chelsea. O valor era cobrado pelo clube como compensação pelos prejuízos causados pelo jogador.

Mutu chegou ao Chelsea em 2003, depois que o clube londrino pagou 15 milhões de libras (atualmente cerca de R$ 46 milhões) ao Parma, da Itália. O atacante foi demitido pela equipe inglesa em 2004, após ter sido flagrado em exame antidoping por uso de cocaína.

Depois de cumprir suspensão, Mutu assinou contrato com a Juventus, sem nenhum custo para a equipe de Turim. O Chelsea, então, entrou na justiça para reaver o dinheiro que havia investido no atacante, atualmente na Fiorentina.

Em 2007, já na segunda passagem do caso pela Fifa, foi definido que o romeno teria de pagar os 17,2 milhões de euros à equipe. Os advogados do atleta recorreram então à CAS, última instância do julgamento esportivo.

Com a decisão desta sexta-feira, Mutu não tem mais o direito de recorrer na justiça desportiva. A única opção do jogador é buscar um acordo com o Chelsea para parcelamento da dívida, ou ir à justiça comum, sob o risco de ser banido do futebol pela Fifa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.