Divulgação
Divulgação

Atacante Paulinho, do Fla, entra na mira do Corinthians para 2016

Atacante perdeu espaço com as chegadas de Guerrero e Emerson

Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2015 | 08h05

O atacante Paulinho, do Flamengo, está nos planos do Corinthians para 2016. O jogador tem contrato com o clube da Gávea até fevereiro de 2018, mas perdeu espaço desde a chegada de Guerrero e Emerson e agora está na lista dos jogadores que devem ser negociados.

O empresário de Paulinho é Carlos Leite, o mesmo que agencia as carreiras de Cássio, Fagner, Gil e Renato Augusto. Ele tem bom trânsito no Parque São Jorge e poderia atuar nos bastidores para levar o jogador rubro-negro para a equipe paulista.

O atual elenco corintiano conta atualmente com oito atacantes, sendo o principal deles e único medalhão o experiente Vagner Love. Os outros são Malcom, Luciano, Romero, Rildo, Lucca, Lincom e Gabriel Vasconcelos, mas ainda não é certa a permanência de todos eles para a temporada de 2016.

O Corinthians tem como principal prioridade neste momento manter os principais jogadores que ajudaram o time a faturar o hexacampeonato brasileiro. O meia Jadson, um dos principais nomes da campanha corintiana rumo ao título, recebeu uma proposta milionária do Tianjin Songjiang, equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo.

Estima-se que os chineses ofereceram salário de R$ 1,2 milhão por mês a Jadson, que no início deste ano acabou recusando uma oferta do Jiangsu Sainty, também da China, ao ser convencido pelo técnico Tite que sua permanência no Corinthians seria o melhor para a sua carreira naquele momento. Os valores do contrato à época, porém, não eram tão altos como os oferecidos agora pelo Tianjin Songjiang, que em 2016 disputará a Segunda Divisão do Campeonato Chinês.

Jadson tem contrato com o Corinthians até agosto, sendo que o clube possui apenas 30% dos direitos econômicos do jogador. Os empresários do atleta têm 50% e os 20% restantes pertencem ao meia, que foi vice-artilheiro do time alvinegro no Brasileiro, com 13 gols, ficando atrás apenas de Love, que marcou 14.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.