Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Atacante Rahsford fica fora do segundo treino seguido com o elenco da Inglaterra

Jogador do Manchester United é dúvida para jogo contra a Tunísia, na segunda-feira

Estadão Conteúdo

14 Junho 2018 | 16h06

Em recuperação de uma lesão no joelho, o atacante Marcus Rashford não treinou com os demais jogadores da Inglaterra nesta quinta-feira e é dúvida para o jogo de estreia contra a Tunísia, segunda-feira, às 15 horas (de Brasília), em Volgogrado. Fora dos treinamentos pelo segundo dia seguido, ele fez exercícios físicos isolado do grupo, apenas acompanhado pelo comissão técnica.

+ Rússia mostra superioridade e goleia Arábia Saudita na abertura da Copa

+ Tite define escalação da estreia do Brasil na Copa do Mundo da Rússia

O jogador do Manchester United sofreu uma pancada em uma atividade realizada no início da semana, a última da equipe antes do embarque para a Rússia. A expectativa é a de que Rashford se junte ao elenco nas atividades com bola desta sexta-feira.

O atleta de 20 anos foi um dos destaques do time inglês na última temporada europeia, na qual marcou 13 gols. O atacante vinha em bom momento também no seleção. Marcou o primeiro gol na vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica, dia 7 de junho, no último amistoso dos ingleses antes do Mundial.

Pelas redes sociais, a Inglaterra divulgou imagens do atleta. "Ele participou de treino leve nesta manhã e esperamos que volte ao grupo sexta-feira", postou a associação de futebol do país. A preparação da equipe está sendo realizada na cidade de Repino, na região de São Petersburgo.

 

O treino desta quinta-feira também foi marcado por um minuto de silêncio da delegação inglesa, em memória às 71 vítimas fatais do incêndio da Torre Grenfell, uma tragédia que chocou a Inglaterra há um ano.

Os ingleses estão no Grupo G da Copa. Após a estreia contra a Tunísia, o time comandado pelo técnico Gareth Southgate terá pela frente o Panamá, no dia 24, em Nijni Novgorod, e a Bélgica, no dia 28, em Kaliningrado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.