Arquivo/AE
Arquivo/AE

Atacante Ronaldo será papai pela terceira vez

Maria Beatriz, mulher do Fenômeno, está com um mês e meio de gestão; se for menino, bebê se chamará Romeu

Marcel Rizzo, Jornal da Tarde

20 de agosto de 2009 | 20h41

Ronaldo será pai pela terceira vez. Nesta quinta-feira, foi confirmada a gravidez de sua mulher, Maria Beatriz Antony, conhecida como Bia. Ela está com um mês e meio de gestação - a previsão de nascimento é para meados de março. Será o segundo filho do casal, já que em dezembro passado nasceu Maria Sophia.

Veja também:

linkAmistoso da Paz é cancelado

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

O Fenômeno é pai também de Ronald, hoje com nove anos, fruto de seu relacionamento com Milene Domingues, na época a "rainha das embaixadinhas".

 

"Faz um tempo que sabemos. A família está feliz. Como é que a gente não estaria feliz numa hora dessas?", disse o pai de Bia, Luiz Antony, à revista Quem.

 

Por meio da assessoria de imprensa do Corinthians, Ronaldo avisou que não fala de sua vida particular e não confirmou a gravidez. Mas uma pessoa próxima ao atacante disse que ele e Bia foram pegos de surpresa, já que ela ainda amamenta Maria Sophia, de apenas sete meses.

 

O craque torce para que seja um menino. Já se especula até o nome: Romeu. Coincidência ou não é o mesmo nome do filho do meia inglês David Beckham, amigo do corintiano dos tempos de Real Madrid.

 

Quando estava grávida de Maria Sophia, Bia negou que se fosse menino o nome seria Romeu.

 

Nélio Nazário, pai de Ronaldo, disse ao Jornal da Tarde que ainda não teve tempo de falar com o filho.

 

"Fiquei sabendo pela imprensa. Mas quem não quer ter mais um neto?"

 

O Fenômeno e Bia vivem juntos em São Paulo com a pequena Maria Sophia. A mulher e a filha, porém, alternam com viagens para o Rio de Janeiro, onde moram as famílias do casal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.