Marcelo Cortes/Flamengo
Marcelo Cortes/Flamengo

Atacantes comemoram nova vitória do Fla e voltam a destacar treinador

Vitinho e Reinier se destacaram no triunfo sobre o Atlético-MG por 3 a 1 no Maracaña

Redação, Estadão Conteúdo

10 de outubro de 2019 | 23h18

O Flamengo ampliou sua série invicta para 10 jogos no Brasileirão, na noite desta quinta-feira, e abriu oito pontos de vantagem na liderança, ao vencer o Atlético-MG, pelo placar de 3 a 1, no Maracanã. lotado com mais de 60 mil pessoas. O time carioca contou com uma atuação impecável do setor ofensivo, com destaque para Vitinho que conseguiu sair da seca de nove jogos sem balançar as redes.

O camisa 11 comemorou a boa atuação, a liderança isolada e enalteceu o trabalho do técnico Jorge Jesus, que deu confiança ao jogador durante esse momento de baixa. "Representa meu trabalho. Graças a Deus. Tive suporte do clube, dos companheiros e do mister (Jorge Jesus) para eu poder fazer meu melhor. Hoje fui muito feliz. Mais importante era manter o nível do time, esse ritmo forte e agressivo", comentou.

Outro jogador que também contou com o desfalque de Gabriel, que está servindo a seleção brasileira em amistosos em Cingapura, para mostrar serviço foi Reinier. Com apenas 17 anos e dois meses depois de subir para o profissional, o jovem marcou o segundo gol dele em sete jogos disputados, fechando o duelo em 3 a 1. Ele foi liberado pela CBF para atuar no próximo duelo do time carioca antes de ir disputar o Mundial Sub-17.

"Estou muito feliz com a oportunidade de jogar nessa vitória. Estamos na liderança e vamos buscar mais. É o fruto do trabalho do dia a dia. No domingo já tem mais. Muito importante para mim estar no clube que eu amo, no Maracanã, no lugar onde gosto de estar. Depois penso na seleção", declarou.

Com 55 pontos, o Flamengo lidera a competição com folga. Santos e Palmeiras, empatados com 47 pontos, vêm em segundo e terceiro, respectivamente. No domingo, o time carioca encarar o Athletico-PR, fora de casa, na Arena da Baixada, às 16h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.